A realização de um inventário de locais com vestígios arqueológicos em Morro do Chapéu, contemplou, em linhas gerais, aspectos técnico-científicos, sociais, econômicos e até políticos, tanto na formulação quanto na sua execução. O ponto de partida  do inventário foi, sem dúvida, a construção de um conjunto de informações arqueológicas, que engloba a variedade de testemunhas que representam a complexidade das ocupações humanas, em determinada área do município.